Dicas de Estudos para Concursos -pag.:31
11) Trabalho e Relacionamentos
Quanto ao trabalho, procure deixar suas férias para tirar nas semanas anteriores à prova,
guarde-as para esse momento após o edital.
Não use férias bobas à toa. Fériaso para estudar, e muito.
É quando você vai poder descontar um pouco da diferença que milhares de candidatos
desempregados estão na sua frente.
Se vo utilizar o único mês do ano para poder estudar igual ou mais do que eles para
“descansar”, esqueça.
Curta suas férias, duro, no seu carrinho fuleiro, naquela casa que arrumou emprestada de um
parente, comendo seu miojo com sazon.
Esqueça passar num bom concurso se passar suas férias viajando para hotéis no Nordeste,
Rio, Floripa, Europa etc.
Férias são para estudar, e mais nada! E de preferência após o edital.
No meu caso eu tirei férias e depois férias-prêmio.
Muita gente me chamou de louco, que era burrice perder a grana das férias-prêmio, e eu ria
da situação, convicto que aquilo era um mero investimento, e que se passasse iria receber
muito mais que aquela grana todo ano, na diferença de salário.
Eu e minha esposa sempre sonhamos com aqueles 6 meses de salário, que vêm sem descontos
quaisquer, para colocarmos tudo em dia, pagar apto etc.
Mas quando resolvi voltar aos estudos disse a ela que teríamos que esquecer aquilo, que
gastaria tudo estudando e fazendo o curso de formação.
E se não tivesse feito isso, como iria fazer o CF agora? com licença sem vencimentos? estaria
ferrado.
E ela, companheira como sempre (isso é muito importante, como veremos logo adiante),
concordou comigo, mesmo com muita pena, mas hoje ela vê que foi o melhor mesmo.
Quanto aos relacionamentos, sou radical nesse ponto.
Se estiver com alguém que está reclamando muito que você só pensa em estudar, que não liga
para ela, que não vai à festa dos seus amigos do trabalho etc., repense seu relacionamento,
essa pessoa não está disposta a passar apertos com você na vida, e que certamente aparecerão,
independentemente de grana.
Existem 3 bilhões de mulheres e mais de homens no mundo.
Você não precisa dessa pessoa negativa do seu lado.
Bem, eu sou matemático, sempre penso em números e em relação custo- benefício.
Isso o quer dizer que não tenho sentimentos, óbvio que não é isso, estou com a minha
Dicas de Estudos para Concursos -pag.:32
esposa há 10 anos, muito feliz, mas isso só porque ela me apóia em tudo, assim como eu a ela,
se não estaria com outra anos, e ela tamm.
Ela me apoiou demais nesse tempo, e isso serviu para nos mantermos mais unidos.
Vou dar um exemplo de como um relacionamento errado acaba com a vida de uma pessoa e
que aconteceu mesmo.
Tenho um colega no Rio que começou a namorar uma menina, que muita gente dizia que não
valia nada.
O cara tinha um emprego para se manter com suas despesas básicas, porque morava com
seus pais; ganhava uns mil reais da vida.
Seu sonho era ser fiscal no nordeste.
uns 10 anos atrás estudou demais e passou num concurso para fiscal lá, não lembro para
qual.
Ótimo salário, independência financeira, e moraria onde sempre sonhou.
E o que aconteceu? essa recém-namorada disse que nunca sairia do Rio, que se ele fosse para
eles terminariam.
Mesmo com seus amigos mais chegados (que não me incluo) o execrando, dizendo que ela
não valia isso, que era um namoro recente etc., o cara desistiu, continuou com seu
empreguinho.
Resultado: poucos meses depois a galera a pegou o traindo, ele terminou o namoro, perdeu o
cargo tão sonhado e até hoje está no mesmo trabalho, morando na barra da saia da mãe, todo
ferrado de grana, com 36 anos na cara.
Dicas de Estudos para Concursos -pag.:33
12) Concurso é para Todos – Não É Só para Gênios
Quando visitei na semana após o resultado o ótimo cursinho que fiz aqui em BH, o Ponto
dos Concursos, veio uma menina e me perguntou se eu era o tal Alexandre Meirelles, que
tinha feito 220 pontos e tinha sido o melhor classificado do curso aqui para MG.
Quando disse que sim, ela ficou me olhando assustada e disse que nunca imaginaria um cara
de aparência normal conseguir isso.
Sempre imaginou caras com pontuação alta com cara de nerd, sias do Bill Gates.
Eu disse a ela que isso é pura bogagem, que quem passa em concurso é gente normal, não
tem essa de cara de nerd.
No livro do Alex ele fala muito bem sobre isso.
Colega, quem passa em concurso é gente normal como você, que em uma bela hora resolveu
tomar um rumo na vida e estudou muito por alguns meses ou anos, nada mais do que isso.
Tire essa imagem de que sãonios da sua cabeça.
Eu nunca fiquei entre os 10 primeiros em nenhum concurso na vida, nem como aluno em sala.
Fiquei em 103º no AFRF no Brasil todo, colocação que qualquer um pode fazer muito
melhor.
Somos pessoas normais, que colamos em prova de faculdade, reprovamos em algumas
disciplinas, fizemos recuperação na escola, brigamos na rua, fomos suspensos no colégio,
demos pequenos desgostos aos pais, pulamos micareta, tomamos “todas” inúmeras vezes etc.
Quer constatar isso? você certamente conhece alguém que passou no AFRF para o seu
estado.
uma hora lá no curso de formação dele na ESAF, e repare nos aprovados.
Você verá que a imensa maioria não tem cara de nerd, são pessoas normais, que você nunca
conseguiria imaginar como AFRF.
Verá gente com cara de menino, 22 ou 23 anos, e gente com mais de 60.
Aqui para MG passou um casal muito legal, a Amanda, que tem 22 anos, e seu noivo,
Evandro, uma figuraça, que anda de boné, todo largado.
Aqui também está o lugar do fiscal de ICMS de MG, o André, que tem a maior cara de
playboy.
m dois campeões de jiu-jitsu, com faixa-preta e tudo mais.
Resumindo, aqui no curso do AFRF é impressionante a quantidade de pessoas que você
nunca daria nada se os visse num cursinho.
Têm playboys, pessoas mais velhas, pessoas com cara de “ignorantes” etc.
Isso tudo é coisa da nossa cabeça, só para pagarmos a língua e revermos nossos preconceitos
mesmo.
Dicas de Estudos para Concursos -pag.:34
Tenho certeza que ninguém diz que têm cara de nerds, são pessoas normais, que tomam
chopp e comem porção de aipim frito em barzinho sempre que podem.
E alguns sentam, como eu, nas últimas cadeiras da sala, atrás.
Outra coisa que não entendo é o porqde muitas pessoas olharem com maus olhos quem
senta atrás na sala.
cansei de ver o fundão passar e a galera da frente ficar a ver navios.
Ninguém é melhor do que ninguém.
Sinceramente, se você visse a cara de alguns que estão aqui, você pensaria: caramba, se esse
cara passou, eu também posso passar!”.